MADRUGADA

 

Penso na madrugada 
Como um silêncio que me ouve,
Um barulho que me respeita,
Uma solidão que me cabe. 
Um escuro que me submete
A pensar, a refletir. 

(Driu Kilberg)


Reflexões mais acessadas no Blog (últimos 30 dias)